quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Querido, Impacto!


Fotografia de ayshynek - Paço da Boa Nova 2007





(Ler e ouvir calmamente)

(TRIM... TRIM...)

-
Morreu...

- Ahhh!?!? Gritou do outro lado da linha

-Calma, tu tem calma. Sei que o amas mas, pensa nos miudos na tua mãe eles precisam de ti! Calma, por favor, tu tem calma. Sabes que estou aqui para tud...

As palavras começaram a baixar agora não ouvia nada mais que um eco que lhe dizia "consegui, tirei-to, ele morreu, estás só". A mente tinha-se prendido neste eco desconfortante ,já nada se ouvia do outro lado da linha. As lágrimas corriam, o corpo tremia e o coração palpitava, tudo parecia mentira. A curiosidade optica moveram uma atitude.

- Vou já para aí!!!

- Mas?!...
(Bip Bip Bip...)

Deciciu firmemente mas com dúvidas, rápidamente contou ao filho mais velho o que se passava e saiu de casa. O filho com o desgosto pegou na arma do pai, morreu com um tiro, a mãe saiu e nem dera por nada de tão obececada que estava.



Texto de Ayshynek
Musica editada por Ayshynek

8 comentários:

Lauxinha disse...

ehh la
quase, alias, por momentos, vivi mesmo o que descreveste.

toque magico
:)


ai laique iu móre
:D

Miss Lau disse...

voltei a comentar com o blog antigo.
-_-''


anyway, tu sabes que sou eu :P

beijinho nessa carinha laroca
:D

Adão disse...

Sim senhor... muito boa "instalação"!!! Mais que um escritor, temos um escultor de emoções, reais e imaginárias, fantásticas e mundanas! Avante, rapaz! Avante! (hoje apeteceu-me ser comunista lolol)

Aquele abraço!

Ogi disse...

Morte… sabes perfeitamente como este tema me perturba.
Foram meses e meses de tema de conversa em todos os cafés que tomávamos, foram horas e horas a ouvir-te a dizer que a vida é mesmo assim, e que temos que, o que foi mesmo que tu disseste? ‘Guardas as coisas boas, e recorda-las com um sorriso?’ foi algo assim… quer dizer, ao menos foi essa a ideia que me ficou =)!
Gostei do texto, triste mas está bonzinho!
E vai ser uma daquelas histórias com um to be continued no fim?
Abraço*

© Piedade Araújo Sol disse...

Pois...

Penso que encerras aqui a tua historia, e deixas o leitor no suspense, do que se seguiu.

Mas, e, embora ainda tivesses muito "pano para mangas", eu tb gosto destes fins inesperados, fins sem serem fins, apenas, o fim que quem lê o possa imaginar.

(tenta-se e escreve-se.aqui!)

beijo de bom domingo

APO (Bem-Trapilho) disse...

olá! passei para ler-te!
um pouco dark para o meu gosto mas não fiquei indiferente e isso é muito bom. :)

bruno disse...

strong feelings

bruno disse...

by the way, uberlândia fica no brasil, no estado de minas gerais...